Tuesday, January 25, 2011

Uau

Escrevi o post anterior pois acho que o assunto baby blues/depressão muito pouco discutido. E me lembro da solidão que senti quando passei por isso quando o Thomas nasceu. Então pensei que dessa vez não ia deixar passar em branco. Não me sinto poir do que ninguém por estar sentindo as coisas que aqui descrevi.

Estou, no entanto, impressionada com a quantidade de emails e telefonemas que tenho recebido das amigas que fiz através desse blog. Já me questionei várias vezes por estar me expondo demais aqui, mas confesso que meu coraçãozinho ficou feliz, feliz ao ver que também cultivei coisas boas com o blog.


PS: Já estou me sentindo melhor e aos poucos estou achando a vida mais engraçada :)

9 comments:

aquiemnewyork said...

Juju, nao sou mae mas lembro da minha mae passando pelo mesmo e ate com vontade de morrer! De todas as maneiras, o bom da vida eh que tudo passa!E tudo que vc esta sentindo tambem vai passar! xoxo

Fernanda said...

Principalmente se vc estah acompanhando o Bachelor! MUUUUUITO mais engracada. ;)

Pat in NYC said...

Ju, nao postei nada antes pq estava ocupada esses dias, mas vendo seus post gostaria de compartilhar minha experiencia tbm.
Tive depressao pos parto e tive que tomar remedio para isso, pois me achava pessima mae, pois ter que cuidar de dois pequenininhos ao mesmo tempo e ainda sozinha. Ficava dias sem dormir, por me culpar de tudo. tive que tomar remedio para dormir, fazer terapia e remedio para depressao, mas tudo passou... Hoje nao me culpo mais por certas coisas e penso que estou fazendo o melhor que consigo...
Acho um tema super importante se discutir, mas as pessoas tem vergonha, eu sei pq eu tbm tive...

Paty said...

Ju, vc nao tem mesmo que se sentir pior por nada. E normal, químico (acho pois nao sou medica ok?) entao, se você achar que tem que tomar remédio, tome. SE precisar de ajuda, procure. Vc continuara sendo a mesma m~ae maravilhosa que e para os dois :-)
beijos

Anonymous said...

Oi querida, ser Mae e padecer no paraiso...estou escrevendo as Duas da matina, perdi o sono depois de levantar para amamentar. Estou tentando desmamar o baby aos 7 Meses e sentindo uma enorme culpa, como se ele fosse passar fome, como se eu tivesse negando dar amor... A gente se cobra tanto...
Pq filhos e culpa andam de maos dadas hein???

Carla Cavellucci Landi said...

Fico feliz que vc esteja feliz!!!
Bjs!

Anathalia said...

Ju, só li os seus posts hoje. Nem sei o que falar, afinal nem posso imaginar o que é passar por isso. Mas lendo todos os comentários que você recebeu e esse post acredito que pelo algum conforto você encontrou. Desejo tudo de muito bom pra vocês e que essa fase passe bem rápido. Um beijo bem grande!

armário de cores said...

Juju,
Na gravidez de Cecília, tive depressão durante e depois que ela nasceu. Durante, porque Carolina só tinha 11 meses, e lá estava eu de barriga de novo. E muita coisa passa pela cabeça da gente. Como vou dar conta de cuidar de duas pessoinhas tão dependentes de mim, trabalhar fora, me cuidar, cuidar da casa, marido....enfim. Depois que ela nasceu, numa daquelas madrugadas em que ela chorava sem parar, chamei o Toninho e disse que se ele nào tirasse ela do meu colo, eu ia jogar ela na parede. E foi nesse momento que eu entendi que se nãp pedisse ajuda, alguma coisa aconteceria. Meu marido ficou 1 mês sem dormir, com medo. Eu olhava para a Carolina e pedia que tirassem ela da minha frente (ela estava com 1 ano e 8 meses quando a Cecília nasceu), eu nào conseguia olhar para ela. E aquela agonia que pairava entre a culpa e a vontade enorme de sumir do mundo. Precisei tomar remédios, tive muito apoio da minha família, da minha médica, e principalmente do meu marido, que foi um grande herói num momento muito difícil.
A gente não pode esconder mesmo, nem se sentir culpada. Mas é bom ficar de olho aberto, se cuidar, conversar com a família. Neste momento, a gente realmente precisa de muita ajuda. Eu precisei.
E a gente volta aos poucos mesmo, às vezes nem percebe quando acabou aquela fase ruim. Mas o bom é que ela passa.
Um grande beijo.
Lele

Fernanda said...

Parabéns pelo post, pelo desabafo! Não guarda isso pra vc não! Eu tive baby blues fortissima, com pensamentos horriveis, mas passou! Acho importantissimo tratar sobre o tema nos blogs de mãe...Fiz um post sobre o tema no meu blog tbm. Vamos botar um fim no tabu! Baby blues é muito mais comum do que imaginamos! Mais uma vez, parabéns! E força!!! Só o tempo pra colocar as coisas de volta no lugar!