Monday, November 01, 2010

Ui

Sempre escrevo aqui sobre os prazeres da maternidade.
Ser mãe para mim é quase sempre um grande prazer.
Sou coruja, completamente apaixonada pelo meu filho.
Mas temos passado por momentos difíceis. Minha mãe
diz que são ciúmes, que ele já sabe que o irmão vai
chegar e por isso tem demonstrado o seu descontentamento.
Eu tenho lá as minhas duvidas. Acho que o Pequeno é
pequeno demais para entender o que esta acontecendo.
Mas o fato é que as pirraças têm sido constantes e
eu fico boquiaberta com a confusão que tomou conta
do nosso dia a dia.

No último feriado que tivemos por aqui, com o marido
viajando, resolvi alugar um carro e ir passear no
subúrbio com o Thomas. Tudo correu super bem até
chegarmos numa loja. Ele não queria sentar no carrinho
de compras. Ficava em pé e se arremessava para fora,
sem medo nenhum de se machucar. Eu o tirava do carrinho,
mas pedia que ficasse perto de mim, para não se perder.
Ilusão. Saía ele correndo que nem um maluco pelos corredores
daquela loja gigante. Lá íamos eu e a barriga atras dele.
Quando conseguíamos alcançá-lo, eu o pegava no colo e ele
esperneava de ódio. Isso sem falar na platéia, né?
Porque pirraça em casa é bobagem. A questão e aturar os
olhares alheios de desaprovação e pena, como se a pirraça
do meu filho de quase dois anos fosse doença transmissível.

Consegui driblar o seu descontentamento o levando para
a parte de brinquedos da loja. Mas aí logo apareceram
outras crianças e o show continuou. Haja paciência.
Distraí o Pequeno e rumamos para o caixa. A fila era
imensa e eu não parava de pensar na minha tamanha
estupidez em achar que esse passeio a dois (e meio,
não vamos nos esquecer da mega barriga) daria certo.
Na fila ele pede biscoito. Pego o saco e dou uns para ele.
Não. Ele quer segurar o saco sozinho. Ok. Segura o
saco. Ele então decide que legal mesmo seria derrubar
todos os biscoitos no chão e assim faz. Thomaaaaaaaas!

Não preciso nem contar o restante. O dia inteiro foi
extremamente consistente.

Esse post é ótimo para quem não gosta de usar camisinha,
esquece de tomar pílula e acha que gravidez acidental
só acontece com os outros.

Filho é ótimo, mas dá um trabalho...

17 comments:

armário de cores said...

Ahha,
Se eu for te contar, que eu comprei um vestido lindo para Cecília ir a um aniversário, que ela amou, e no dia da fatídica festa, nem Jesus, conseguiu convecê-la a vestir, vc não acredita. Fui chorando de nervosa pelo stress...e ela bem feliz com o vestido que queria. E olha que não dou espaço para pirraça.

Um bj,
Lele

Paty said...

Ju, a Babi tem um genio MUITO forte... e as vezes da estes ataques.... minha irma teve filho semana passada, e o mais velho dela esta com uma crise GRANDE de ciume. MAs a gente tenta tudo....
como esta a barrigona? te mandei um email, voce recebeu? bjs

Maya said...

Ui!! Acho que é normal quando vem chegando um irmãozinho para dividir a atenção!
Mas logo ele e acostuma com a idéia!
bjos!

JULIANA said...

Ju,
tô rino! uma amiga mãe de um bebê de 18 meses, bebeu uma garrafa de vinho com o marido e tá grávida de gêmeos, rsrs!!!
Heitor faz suas pirraças tb, mas está num momento digamos 'calmo" resta saber até quando!

Tata said...

Sei muito bem o que você está falando e passando. Não é fácil. Ficamos muito frustradas, principalmente no meu caso em que os priminhos são todos super calmos...e minha filha super brava. Estou tentando a homeopatia. Começamos o tratamento essa semana e estou torcendo.

Pat in NYC said...

Ju, isto passa, mas demora um tempinho viu. Vc sabe engravidei da Malu qdo o Gastao tinha apenas 6 meses. Fiz toda a preparacao para ele entender que tinha uma irmazinha na barriga.
Qdo a Malu nasceu, comecou o show!!! Ele foi no hospital me visitar e nem me olhou na cara, em casa nem queria me ver. Com a irma, ele era um doce, mas comigo virou de principe a sapo de uma hora para outra. Nao queria que eu amamentasse de jeito nenhum...
Deu um trabalho, mas depois passou, foi com muita conversa e muita paciencia. Olha que para mim, foi uma epoca ainda pior, pois meu pai tinha acabado de falecer, estava meio depre. Mas, conversei muito com ele, que mamae achava feio aquilo, mas ela continuava amando o Gastao....
Foi assim que passou....

Camila said...

Querida Ju,
Eles tem mesmo os seus momentos, ate os mais encantadores e educados, como o seu Pequeno. Paciencia porque a maternidade eh isso ai, acho que 90% de paciencia. Tambem acho essa fase de nao ser mais bebe, mas ainda nao entender tao bem as coisas delicada, um periodo de transicao em que hora eles obedecem, ora nao e eh isso ai, a gente tem que ir levando, respirando fundo, contando ate 10.
Bjs.
Camila

Fernanda said...

Eu concordo com vc e sua mae: pirraca eh da idade (oh god! POr aqui jah comecou tamebm) e quando digo que os 3 sao piores, nao estou mentindo! MAS tambem acho que ele SABE sim que estah chegando o nenem, nunca podemos subestimar o a crinaca sabe (mesmo que inconscientemente). Pode ser que ele nao entenda o conceito de irmao (que vai ter que dividir TUDO e deixar de ser o completo centro das atencoes), mas ee sabe que algo tah mudando: tah vendo sua barriga crescer, vc se referir ao bebe, o pai colocar a mao na sua barriga, ver o quartinho e preparacoes para chegada do "baby".

Nao deixe de falar "over and over and over again", que mesmo quando o baby chegar vc nunca vai deixar de gostar dele, que ele sempre vai ser o seu primiero baby. SEMPRE. Diga que vc sabe que ele tah com ciumes (sim, eh importante nomear o sentimento par ele, ele vai aprender a fazer o mesmo no futuro) mas que eh normal.

Nesta mesma epoca da minha gravidez, o Andre comecou a act out na escola como NUNCA (tipo, subir no ar condicionado, pular cerca e fugir pro parking lot. I KID YOU NOT!). Depois de conversar com a professora, diretora, aos prantos pergunte pra ele porque ele estava fazendo isso, ele disse: "porque nao sei se vc vai voltar pra cah pra me buscar". Acredita? Eles percebem muito mais do que nos damos conta (e apesar do Thomas ser um pouco mais novo, do que o Andre, ele tambem sabe o que estah roalndo).

Uma coisa que a diretora da ecsoal dele me sugeriu e foi MUITO legal: tinha uma classe no hopistal que tive o Tomas "sibling class", eu inscrev o Andre e ele amou. Nesta aula eles fazem um tour no hopsital, mostram a onde a maame va ficar, onde os bebes vao ficar, eles mostram bebes de verdade; mostra videos de como bebes sao quando nascem (nao brincam, soh choram) e ensinam as criancas a trocar fralda dos bonecos (nessa hora eu me choquei de como tinha me esquecido o quao pequenas sao as fraldas!). Recomendo!

Nada disso vai fazer com que ele nao tenha ciumes quando o bebe nascer, mas vai ajudar no "long run", prometo!

Fernanda said...
This comment has been removed by the author.
Fernanda said...
This comment has been removed by the author.
Fernanda said...
This comment has been removed by the author.
Fernanda said...
This comment has been removed by the author.
Fernanda said...

Foi engraçado ler esse post hoje pq ando passando por isso, mas sem estar grávida. Sempre fui linha dura, Mateus (quase dois anos tb) sempre foi comportado e essa semana resolveu desafiar, fazer pirraça, pelo amor de deus, o que é isso?! Levamos ele pra todos os lugares, mas tá ficando aquela fase chata, de entrar numa loja e disparar, querer pegar tudo.. EStamos indo pra NY no final desse mês e ele "vai" junto, mas estou pensando seriamente em não levar.. Minha mãe acha a maior besteira, depois desse feriado com ele aprontando, tb tô achando. Não vou poder entar em loja nenhuma que ele vai ficar correndo, o marido vai ficar louco se eu deixar com ele pra fazer compras.. muito frio.. Acha que Mateus vai ficar fora dessa.. e lua de mel é sempre bom, vai?! Mas como dizem, é fase, e acredito.. Já passou por outras e passou, acho que não podemos amolecer, tem que repreender sempre.. Bjs Fernanda Cox

Nutri Bobagens said...

hahaha
Achei ótimo seus dois últimos parágrafos rs.
Criança exige mesmo muita paciência e habilidade, tô bem longe desse momento.

bjoS2

cynthia said...

welcome to the terrible twos...

Cris said...

Os olhares de reprovação são mais dificeis de encarar do que a propria birra. E as vezes tem aquelas chatices quando eles já estão grandinhos também. Eu nao lembro muito de eles terem tido ciúmes do irmão que ia chegar, pelo contrario. Revendo os videos daquela fase tenho muita saudade, o dificil era o dia-a-dia, como por exemplo estar dando de mamar e o mais velho tropeça na sua frente e estatelar com o nariz no chão, ou nao conseguir tomar um banho de mai de 5 minutos, etc... Dia 15 estarei em NY com os 3, será que eles curtirão apesar do frio?
cris

Carla Cavellucci Landi said...

Ju, nao sei o que dizer pq nao lembro como foi, o Lucas era bem calmo mas tbm, mais velho qdo fiquei gravida do Biel (ele estava com 3 anos)... mas adorei a colocacao da Fernanda. Acho que no fundo, alem do ciumes existe o medo. Ele ve voce mudando seu corpo, ve voce mais cansada, sabe que algo vai mudar, e nao entende bem como.

Um beijo.