Thursday, April 16, 2009

E agora, José?


Ok, confesso que quando me mudei para o Dumbo há dois anos atrás nem me importei que a estação de metrô fosse meio esquisitinha. Primeiro porque só tem uma entrada/saída. Segundo porque é o lugar mais perto do centro da Terra que já estive. Pra chegar no trem você desce escada, rampa e mais escada. Nada disso nunca me atrapalhou, já que vim de San Francisco e caminhar sempre esteve presente no meu dia-a-dia. Mal sabia eu que um filho estava a caminho. E que filhos vêm junto com carrinhos de bebê. E carrinhos de bebê e escadas não combinam. Principalmente quando a estação de metrô nem sonha em ter um elevador. Ai, céus!

Desde que o Thomas nasceu, todas as saídas que fiz com ele sozinha de metrô foram com o Baby Bjorn (que descobri essa semana que significa bebê urso em sueco*). Só que o baby tá ficando pesadinho demais e, como as minhas saídas as vezes ficam longas demais, minhas costas tavam começando a doer demais. O nosso carrinho, um Bugaboo moderninho que ganhei de presente de uma amiga, é lindo. Mas vai ser pesado assim lá na China! Já comecei a pesquisar um carrinhos mais leve para comprar. O porém é que todos os carrinhos leves do mercado são para crianças acima de 6 meses. Aguentar mais 3 meses de Baby Bjorn não vai dar! Foi aí que hoje resolvi me aventurar e sair com o baby no carrinho mesmo pra ver no que dava. Para minha surpresa o povo foi extremamente gentil. Um homem me ajudou a descer o carrinho na entrada do metrô. E uma senhora me ajudar a subir na saída. Esses americaninhos vivem me surpreendendo...

* Estava no elevador com o Thomas (com um gorrinho que tem orelhinhas de ursinho) no Baby Bjorn e um carinha me diz assim: "This is a true Baby Bjorn". E eu pensando comigo: "Será que ele tá insinuando que comprei meu Baby Bjorn em Chinatown??? (Sei lá, né?). vendo a minha cara de interrogação ele explicou: "Bjorn significa urso em sueco."

7 comments:

Mari said...

ai, as escadas do metro... conheço bem o problema. logo que cheguei em Paris, vi mãe pegar o carrinho nos braços, com bebe e tudo, e descer as escadas. fiquei impressionadissima com a força da mulher. pois um tempinho depois estava eu fazendo a mesma coisa, e faço até hoje, quando precisa - e Alice tem 1 ano e 7 meses. Não é tão pesado quanto parece, juro!
Compre um carrinho leve, tipo aqueles da maclaren, sabe? Levinho e passa pela catraca, uma beleza!
Bom, mas na imensa maioria das vezes as pessoas ajudam mesmo, e vc só precisa carregar se der o azar de não ter ninguém por perto...
boa sorte!
bjs

MP said...

Ju, parece que tanto em NY qto em Paris as pessoas são mais gentis que aqui em BCN... aqui NINGUÉM ajuda as pobres mãe com carrinho.... eu as vezes ajudo (qdo a minha coluna sempre travada) me permite.... e sempre comento com Carlão, que se eu tiver filho aqui só vou andar de bus! Boa sorte com o carrinho! beijos

Cristiana said...

Concordo plenamente. Os americanos são muito atenciosos com quem tem bebês. Beijos e aproveite!

Monica said...

Ju, o stokke foi minha opção, justamente por isso, ele dobra as rodas de trás e voce consegue facilmente subir e descer, mesmo ele tb sendo um carrinho pesado. Aliás esse fds estou pensando em ir aí no DUMBO, lá naquela "prainha de pedras" e no playground, você vai estar por aí? Beijocas

Nathalia said...

Acabei de te mandar um e-mail perguntando exatamente isso do carrinho (devia ter vindo aqui antes de te escrever!)
Parece que tem um Maclaren que deita totalmente e dá para usar desde o primeiro mês, mas eu achei tão frágil para por um bebê tão pequeno...
Eu estou pensando seriamente em andar só a pé, porque ônibus parece que é pior ainda!
Um beijo
Nathalia

Monica said...

Ju, eu fui no sábado, Domingo tive que trabalhar :-( Que pena, até fiquei olhando pra ver se via você por lá hahah Almoçamos no Pedro's, vc mora lá perto? Perdi seu email, pq formatei minha maquina e alguns emails sumiram, vc ainda tem o meu? Me escreve! Alias vou sugerir um post pra vc: Explorando o DUMBO. :-)

milenamb said...

gente, quantas mamaes apareceram por aqui...rsss... Eu so sou titia, mas tambem ja ajudei maes sobrecarregadas no metro.
bjjjsss