Tuesday, October 28, 2008

Quase um marido

Tenho sofrido as dores da partida do meu chefe. Ou melhor, agora meu ex-chefe. Não, ele não morreu, não ficou doente, nem nada de ruim do tipo. Ele simplesmente trocou de emprego. Saiu dessa para uma melhor, eu poderia até dizer, mas em termos profissionais. Foram 3 anos trabalhando juntos, passando pelo menos oito horas juntos todo dia (mais tempo que eu passo com o meu marido!). Desde que ele trocou de emprego, há umas duas semanas, meus dias têm sido mais longos, minhas reuniões tem sido mais chatas, o clima tem andado triste. Meu chefe era um cara animado, inovador, cheio de idéias legais. Meu chefe aceitava crítica numa boa, fazia excelentes críticas construtivas e fazia vir trabalhar ser um grande prazer. Meu chefe estava sempre de bom humor (tá bom, quase sempre), levava a gente pra almoçar e pagava tudo, contava piada o tempo todo e sabia dar bons conselhos. Meu chefe era um excelente designer e um ótimo amigo. Meu chefe tinha super bom gosto e dois filhos fofos. Meu chefe foi embora e eu fiquei morrendo de saudade.

1 comment:

luciana said...

Ju querida, só mesmo você para ser tão doce assim...