Thursday, September 16, 2010

O problema é a mãe

Finalmente consegui uma creche que aceitava o pequeno apenas pelas manhãs. Como trabalho de casa, conseguir conciliar os projetos e um quase-menino ativo todos os dias estava se tornando uma tarefa difícil. Sem falar que eu acho que o Thomas está mais do que pronto para uma vida social ativa, com amiguinhos, professoras e atividades que a mamãe aqui não pode oferecer.

O processo de adaptação do pequeno foi super-tranquilo. Foram duas semanas de ir pouquinho tempo, alguns dias com a mãe, outros sozinho mesmo. um chorinho aqui, outro ali, mas nenhum drama. Quem não está se saindo muito bem sou eu. Tem sido bem difícil para mim estar sem o Thomas o dia todo. Apesar de estar tendo manhãs super produtivas, sinto muito a falta dele. Não sei se é uma questão hormonal da gravidez, ou se sou uma mãe problemática mesmo. Só sei que o blues bateu por aqui e eu tenho andado bem pra baixo. Vai ser muito vexame se eu disser que quem tá precisando de colo sou eu?

7 comments:

armário de cores said...

JU, não fica assim. Mas é assim mesmo. Lembro quando colocamos a Carolina na creche, saíamos chorando todos os dias, eu e Toninho. Mas depois a gente vai percebendo que eles adoram, e a gente vai ficando tranquilo. Se eu estivesse aí, daria um colinho pra vc, tá?

Bj
Lele

Bru said...

Hahaha... eu sei bem como é isso Jú. A gente precisa de um tempinho pra gente mas quando consegue esse tempinho não sabe o que fazer com ele. Ficamos perdidinhas da silva... Fazer o que... esses são os dilemas da vida de mãe.

Anonymous said...

O colo eu não posso dar mas posso contar que foi exatamente assim que me senti. Nos culpamos de tal forma que parece até que aquele é o pior lugar do mundo!!!
Por que quando nasce o bebe nasce a nossa culpa hein??? Nos culpamos por tudo!!!
Bj, (Ena).

Fernanda said...

Nao eh problema nem do hormonio nem seu! Super normal e dificil se separar mesmo. Tanto pra eles quanto pra gente! Mas tao importante, nao eh?

Beijos e muitas saudades!

Patrícia said...

Os primeiros dias são assim mesmo. Más você vai ver, ele vai ficar cheio de histórias, amiguinhos e atividades pra contar, não vai querer faltar um dia!
BJ
Patricia
patipins.blogspot.com

JULIANA said...

Ju, fica assim não! Super normal, ainda mais para mães fulltime como vc! Todas minhas amigas que não tiveram babá (menos 1, vai!) sofreram nessa fase de adaptação para a creche. Como Heitor tem babá, acho que por aqui será diferente, mas cada vez percebo mais que ele está prontinho para ir para creche tb!

Maya said...

Ai, nem fale..
Eu nem tive a Julia ainda eu já to pensando.. será que vou conseguir deixar ela na escolinha para voltar a trabalhar? hahah
Acho que vou sofrer tb!